“Carreiras Profissionais na Aviação Civil, Estratégia Integrada da Indústria, Ensino e Formação” – Seminário ISEC

No passado dia 8 de Janeiro, Quarta-feira, às 18:00, no ISEC Lisboa, Auditório Gustave Eiffel, realizou-se um seminário sobre Carreiras Aeronáuticas, com a participação de Pedro Ramos, presidente do CEICTA e diretor de RH do Grupo TAP, de João Falcato, Diretor de Relacionamento e Otimização de Pessoas da TAP, de Pedro Pinto, TAP Manutenção e Membro da Direção do SITEMA e Daniel Teixeira, Chefe da Instrução Teórica do IFA, Training. Foi convidada a participar a ANQEP, através da diretora Sandra Lameira não tendo sido possível participar por razões de última hora. Também foram convidadas a participar algumas organizações associativas e sindicais ligadas às principais profissões da Aviação Civil. No painel e respetivo debate foi dado ênfase às problemáticas da empregabilidade versus ensino e formação e às recentes medidas de inovação nesta área, nomeadamente a dupla certificação e o ensino e formação em paralelo com as carreiras profissionais.

O seminário destacou as carreiras aeronáuticas de Piloto, Técnico de Manutenção Aeronáutica (TMA), Controlador de Tráfego Aéreo (CTA), Pessoal Navegante de Cabina (PNC), Técnico de Tráfego e Assistência em Escala (TTAE) e algumas outras carreiras menos conhecidas representadas no seminário, como é o caso do pessoal de operações aeroportuárias.

Usaram da palavra os membros do painel, tendo iniciado o seminário o Gen. José Passos Morgado em representação do ISEC Lisboa, seguido do presidente do Conselho Estratégico para a Investigação Científica e Tecnológica em Aviação, Grupo Informal, (CEICTA), Prof. Doutor Pedro Ramos (diretor de Recursos Humanos do Grupo TAP). Os elementos do painel, por mim moderado, apresentaram as suas contribuições em correspondência com as entidades que representavam e respetivos recursos humanos.

Pedro Ramos: referiu o conjunto de seminários em parceria com o ISEC Lisboa e IFA com o apoio do CEICTA e a intenção de se continuar a proporcionar à comunidade um conjunto de iniciativas, tendentes a facilitar a articulação entre a Indústria e a Academia. Apresentou o palestrante da TAP e os do painel e comunicou, durante o seminário, algumas experiências na área da formação e gestão de carreiras no Grupo TAP, paradigma dos métodos mais avançados de gestão de pessoas nas organizações.

João Falcato: apresentou a sua experiência de dirigente na TAP comparando o ambiente da empresa ao de uma família e realçando o bem-estar que tal ambiente provoca nas pessoas que lá trabalham. O crescimento da transportadora na fase pós-privatização coloca a empresa como uma das entidades empregadoras de maior dimensão em Portugal e geradora de uma diversidade de empregos, em qualidade e quantidade, criadores das maiores expectativas de carreira, nomeadamente para os diplomados do ISEC Lisboa presentes no Seminário (Ciências Aeronáuticas e Gestão Aeronáutica). Foram apresentados em power point vários aspetos da gestão TAP na área das carreiras e evidenciados os diversos níveis e tipos de profissões do sistema na TAP.

Daniel Teixeira: apresentou o planeamento entre o IFA e o ISEC Lisboa para o lançamento, no ano letivo de 2020/21, do curso ATPL+ Licenciatura, destacando a potencialidade deste novo produto de fornecer uma dupla qualificação aos seus aderentes, sejam jovens que pretendem ser pilotos de linha aérea mas que querem também ter um grau académico, sejam os pilotos já licenciados pelas Autoridades Aeronáuticas do universo EASA ( “European Aviation Safety Agency”) que, já no exercício da profissão, querem completar as cadeiras que faltam para a licenciatura, após obtenção de créditos de acordo com a Lei e as decisões dos órgãos académicos. Este programa encontra-se para aprovação da Autoridade do Ensino Superior (A3EEs) podendo integrar o curso de formação de pilotos necessário ao licenciamento no sistema da Aviação Civil, através do IFA Training, uma ATO (“Approved Training Organization”).

Seguiu-se a intervenção do coordenador da licenciatura em Ciências Aeronáuticas, João Vizinha (TAP Manutenção), que explicou idêntico produto, ao referido anteriormente, para a área dos Técnicos de Manutenção (Engenharia de Manutenção Aeronáutica, um dos ramos da licenciatura em Ciências Aeronáuticas). Também neste caso os licenciados poderão obter uma licença aeronáutica para exercício da função de TMA no universo EASA, integrando-se no novo programa em aprovação no Ministério da Tecnologia, Ciência e Ensino Superior – A3EEs).

Pedro Pinto reforçou a ideia da excelência do caminho de um programa de dupla certificação para os TMA, referindo a sua experiência de 15 anos na TAP Manutenção, como licenciado em Ciências Aeronáuticas pelo ISEC Lisboa, como TMA certificado e como gestor da área de formação do SITEMA, sindicato da área desta profissão aeronáutica a que pertence. Referiu que a política do Sindicato é proporcionar aos seus membros caminhos de valorização profissional que passam por uma educação e formação durante toda a carreira e, ao Setor, o número e qualidade de profissionais que ele necessita. Referiu que está em curso um estudo interligado ao ISEC Lisboa tendente a procurar as melhores soluções para a educação e formação de pessoal de manutenção, desde o “Ab Initio” até ao culminar da carreira de cada profissional desta área. Referiu também que esse estudo integra a problemática da mudança de paradigma da profissão no que toca à sua perceção pelo publico em geral e a integração crescente de mulheres nesta carreira.

Seguiram-se intervenções de participantes do Seminário questionados pelo moderador a partir da plateia:

Mario Moreira, (SITEMA, TAP Manutenção): reforçou a importância do trabalho que está a fazer com o seu colega Pedro Pinto e exaltou a necessidade de um trabalho conjunto Academia / Indústria / Sindicato.

Carlos Luciano, (Piloto de Helicóptero SONAIR, mestrando em Operações de Transporte Aéreo e empresário) – referiu vários aspetos da ligação entre carreira, educação e formação, mostrando a sua experiência desde aluno de piloto comercial de helicóptero, profissional nesta área e noutras áreas operacionais em aviação, licenciado e agora mestrando e referindo a importância que tem para a profissão aeronáutica uma permanente aquisição de conhecimentos e qualificações.

Pedro Costa, (Coronel da Força Aérea na reserva, doutorado em engenharia, professor na área das Ciências e Gestão Aeronáuticas e elemento ativo no Setor) foi confrontado com o agradecimento do ISEC Lisboa por ter sido ele a conceber o primeiro programa para a licenciatura em Ciências Aeronáuticas em 2004, a convite do Grupo Aerocondor, tendo referido a importância da Academia em acompanhar a Indústria, onde também acumulou muita experiência como diretor de manutenção e responsável de vários projetos inovatórios.

João Caldas, (ex- DOV e administrador da PGA, comandante de linha aérea) foi convidado pelo CEICTA a integrar as suas iniciativas tendo mais uma vez dado o seu testemunho fundado em longa experiência como piloto e dirigente na área do Transporte Aéreo.

Armindo Rodrigues, (comandante de longo curso da TAP, instrutor e ex-dirigente da área de “Aviation Training” da TAP, instrutor e formador), como membro do CEICTA mais uma vez deu o seu duplo testemunho de piloto, formador e dirigente da companhia de bandeira e de outros projetos no Setor. Jaime Valadares, (ex-diretor de Navegação Aérea, professor e especialista internacional nessa área), membro do CEICTA, competiu-lhe a ele, neste seminário, dar uma caracterização sintética da profissão, carreira e importância para o Setor do Controlador de Tráfego Aéreo.

Celina Lourenço, (controladora de Tráfego Aéreo da Empresa Nacional de Navegação Aérea de Angola, ENNA), deu o seu testemunho como profissional, complementando a intervenção de Jaime Valadares.

Maria João Vera, (TTAE da Groundforce e professora desta área no Ensino Profissional de dupla qualificação) deu o seu testemunho na ligação entre esta profissão, a primeira das profissões aeronáuticas inscrita no Catálogo Nacional das Qualificações, e o ensino profissional onde participa.

Francisco Coutinho, (ANA Aeroportos, Formação), falou das profissões aeroportuárias, da sua nova função no departamento de formação da ANA Aeroportos e da necessidade de ligação do Ensino e Formação às unidades empregadoras.

Dylan van Haasen (piloto holandês da Harris L3 e instrutor de voo sénior ) apresentou em língua inglesa alguns aspetos da vida e profissão do piloto e sua necessidade de acompanhar a sua carreira com a educação superior.

Margarida Torres (ex-diretora de formação da TAP) tem sido convidada para as iniciativas do CEICTA e como seu membro ativo deu mais uma vez um importante contributo na área da formação do pessoal aeronáutico e das profissões ligadas à Atividade, fundado na sua longa experiência de dirigente desta área da Transportadora Aérea Nacional.

Ricardo Cláudio, (professor, doutorado em engenharia e dirigente do Instituto Politécnico de Setúbal) falou das profissões ligadas à área do Fabrico, da necessidade premente de profissionais qualificados nesta área tal como acontece com pilotos e TMA e da ligação do sistema de educação e formação ao tecido empresarial e ao Cluster Aeronáutico. Falou também do papel do Instituto Politécnico onde trabalha nesta área.

Manuel Freitas, ( ex-comandante da Singapore Airlines e atual Safety Manager da Lease Fly), membro do CEICTA, falou da sua experiência em Linha e dos aspetos de segurança aérea a potenciar através do ensino e formação durante toda a vida. Sublinhou a paixão do profissional pela Aviação como elemento importante para o progresso da Profissão e do Setor da Aviação.

Alfredo Filho (coronel piloto aviador da Força Aérea Brasileira, formador e consultor do Grupo IFA) falou da sua experiência militar e da importância para o piloto de uma sólida educação e formação como a que conseguiu no seu país, tendo intenção agora de se instalar no Setor da Aviação Civil em Portugal onde já trabalha.

Rui Quadros (coordenador da área Gestão Aeronáutica do ISEC, Especialista em Gestão e Aviação, profissional muito experiente em Aviação, professor e ex-administrador da SATA e PGA) falou sobre as carreiras da área da Gestão Aeronáutica e a necessidade do Setor se debruçar mais sobre essas carreiras. Falou do progresso exponencial da licenciatura e mestrado desta área no ISEC Lisboa e da ligação às prementes necessidades do Setor da Aviação Internacional nestes profissionais bem preparados.

A sessão foi encerrada com uma última intervenção de Pedro Ramos, de Rui Quadros e de José Morgado que em nome da presidente do ISEC encerrou o seminário agradecendo a presença de todos.

Foram também dados agradecimentos ao ex- TAP manutenção António de Jesus Fernandes, membro do CEICTA, que mais uma vez, como conhecido amador de fotografia, fez uma cobertura integral do evento, tal como tem vindo sempre a fazer nos seminários e iniciativas em que esta organização participa.

Eurico de Brito. Moderador do Seminário. 19 de Janeiro de 2020. Como divulgado pelo ISEC Lisboa. Fotografias retiradas para ilustração do artigo.

Nota CAVOK.pt – O conteúdo da divulgação é da responsabilidade do seu autor ou autores expressos e não compromete ou vincula o CAVOK.pt aos conteúdos, ideias ou intenções. O CAVOK.pt não recebe, nem irá receber qualquer compensação directa ou indirecta, referente aos conteúdos. O CAVOK.pt não interfere ou analisa o conteúdo pelas ideias, opiniões ou intenções mas apenas ajusta a formatação gráfica do mesmo. O conteúdo da divulgação terá que chegar ao conhecimento do CAVOK.pt através do email cavok.pt@gmail.com ou pelo formulário “CONTACTE-NOS“.

Close Menu