Carlos Palos

José Rocha

"Mix ignorance with arrogance at low altitude and the results are almost guaranteed to be spectacular."

— Bruce Landsberg, Executive Director of the AOPA Air Safety Foundation.

 

Piloto comercial de aviões e defensor de uma aviação mais segura com olhares postos no Safety e na gestão operacional do risco.

Atualmente exerce funções como Piloto instrutor de aviões na AWA – Aeronautical Web Academy para cursos CPL(A) e PPL(A).

Iniciou a sua formação aeronáutica na mesma academia de voo no ano de 2011


...ainda o diabo do vento!
Era dia de Reunião da Assembleia Geral da APAU num mês qualquer, talvez aí do ano de 2002 ou 2003. Escrevo aqui reunião com maiúscula porque, apesar de dezenas de anos de associativismo aberto, há ainda muita gente que confunde Assembleia Geral com Reunião da mesma e que, o que pode uma, a AG, pode a outra, a RAG Ordinária ou extraordinária. Bem, mas para o caso aqui isso nem importa porque não é da Reunião que quero falar, de ...
Ver o artigo
CAVOK.pt
É domingo e quando subi os estores ao acordar, confirmei o que já suspeitava: o dia estava lindo. Talvez por aqui ter nascido, para mim a luz de Lisboa é única e não comparável com a de nenhum outro lugar que conheço. A vontade de ir até Benavente aumenta ainda mais nestes dias. O “CS-U…” esteve a descansar durante toda a semana e quero acreditar que espera ansiosamente pela minha visita. Com o aproximar do fim-de-semana vou sempre acompanhando as ...
Ver o artigo
Viagem de Quicksilver
Não me lembro, não sei, confesso. Nem sei do ano em que isto foi, quanto mais da data exacta, mês, dia, etc., da minha primeira viagem em Quicksilver para fora do ninho, Benavente, numa viagem até à Lagoa de Óbidos onde havia festança para a maralha (pouca ainda) dos ultraleves. Mas vocês podem calcular, aproximadamente, claro, se vos disser que Benavente era ainda Pedro Glória e Fernando Rodrigues e a presidir à festa em Óbidos estava o velho Ribeiro Couto ...
Ver o artigo
CAVOK.pt
Vento de 360, com 35, rajada de 42, boa aterragem! Assustador? Sim! Evitável? Claro! Mas há dias assim… Muito se tem escrito sobre o facto de nesta aviação (de lazer), nunca estarmos obrigados a voar. E estamos todos de acordo. Embora, de vez em quando, lá “esticamos a corda”, e depois podermos – com alguma propriedade – dar conselhos aos outros… Perante uma situação limite, há sempre noções, conceitos e regras que são reavivadas, reaprendidas, ou pelo menos, recordadas, encerrando ...
Ver o artigo